Laboratório Nacional
de Luz Síncrotron

English

Notícias

Ciência Aberta no CNPEM comemora 30 anos do LNLS

VOLTAR

Evento recebeu mais de 4000 pessoas interessadas em aprender sobre Ciência


No último sábado, 1º de julho, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) abriu suas portas em mais uma edição do evento Ciência Aberta. Este ano o evento celebrou os 30 anos do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron com visitas guiadas pelos quatro Laboratórios Nacionais para que o público pudesse conhecer bem de perto as pesquisas e áreas de atuação do Centro.

As atividades do campus incluíram também exposições, estações para manipulação de microscópios, Show da Física e palestras informais. Estavam disponíveis ainda brinquedos para as crianças, caminhões com atividades interativas e praça de alimentação com diversas opções de food trucks.

No LNLS, os visitantes puderam conhecer a única fonte de luz síncrotron da América Latina e saber mais sobre o acelerador de elétrons que é o coração desta máquina. Além disso, os participantes tiveram a chance de conhecer mais sobre o Sirius – a nova fonte de luz síncrotron brasileira em construção no CNPEM – projetado pelo LNLS e considerado o projeto mais sofisticado da ciência brasileira.

Trajetória 

A primeira fonte de luz síncrotron brasileira e do hemisfério sul começa a ser projetada em 1987 e é inaugurada 10 anos depois, em 1997. Trinta anos depois de sua fundação, o LNLS segue sua vocação pioneira com a construção do Sirius.

Junto com o LNLS, surge também a semente daquele que se tornaria um dos principais centros de pesquisa do País, o CNPEM. A partir do sucesso do LNLS e de sua fonte de luz, foram lançadas as bases de atuação dos outros três Laboratórios Nacionais do Centro: LNBio (de Biociências, oficialmente inaugurado em 2009), CTBE (de Ciência e Tecnologia do Bioetanol, inaugurado em 2010) e LNNano (de Nanotecnologia, inaugurado em 2011).