Laboratório Nacional
de Luz Síncrotron

English

Jatobá

VOLTAR


Jatobá é o nome popular de árvores do gênero Hymenaea L. comuns de toda América Latina e em especial da Floresta Amazônica. (Foto: Domínio Público)

Jatobá será uma linha de luz que cobrirá energias na faixa dos raios X de altas energias, o que permitirá uma grande penetração dos raios X em qualquer tipo de material, de centímetros em materiais como o aço a milímetros em materiais contendo chumbo.

 

Duas principais estações experimentais serão disponíveis para realização de experimentos de investigação estrutural de materiais como metais, rochas, cerâmicas e concreto. Uma das estações ficará dedicada a difração de raios X de alta energia com simulação termomecânica in situ. Esta estação está instalada no UVX e vem sendo usada para análise de modificações estruturais superficiais em aço e outros materiais estruturais. Há penetração dos raios X produzidos no UVX chega a apenas alguns mícrons da superfície nestes materiais. Na linha Jatobá, este mesmo experimento poderá sondar todo o volume. A segunda estação experimental será semelhante a da linha Mogno para tomografia de raios X. A grande diferença é que nesta linha poderão ser estudadas amostras de materiais mais espessos e mais pesados.

 

Para obter o feixe de energia colimado e monocromático nestas duas estações experimentais, esta linha utilizará lentes refrativas de raios X e monocromadores de Si por transmissão. As altas energias envolvidas impõem requisitos técnicos de refrigeração e proteção radiológica bastante desafiadores em todos os elementos da linha.

 

Um dos exemplos mais importantes de análises que poderão ser feitas nesta linha é a tomografia de rochas carbonáticas do pré-sal. Com a alta energia da linha e com detectores de alta resolução especialmente projetados poderão ser feitas imagens tridimencionais de rochas com alguns centímetros em questão de minutos, com resolução de 40 μm. Isto permitirá, inclusive, observar em tempo real a dinâmica de percolação de fluídos sob pressão, um problema importante para a recuperação avançada de petróleo.