Laboratório Nacional
de Luz Síncrotron

English

Quati

VOLTAR


Quatis são mamíferos diurnais do gênero Nasua, comuns da América do Sul ao sul da América do Norte. (Foto: Domínio Público)

Quati (QUick X-Ray Absorption Spectroscopy for TIme-Resolved experiments) será uma linha de luz dedicada a experimentos de espectroscopia de absorção de raios X de alta qualidade, nos modos de XANES (X-Ray Absorption Near Edge Structure) e EXAFS (Extended X-Ray Absorption Fine Structure).

 

A proposta principal desta linha de luz é a realização de experimentos de espectroscopia de absorção de raios X de alta qualidade com resolução temporal e in situ. A linha Quati permitirá a realização de medidas na escala temporal de milisegundos, o que possibilita a análise espectroscópica em tempo real de uma enorme variedade de processos físicos e químicos, como sínteses de materiais, estudos de nanopartículas e principalmente catalisadores.

 

Com o alto brilho alcançado nesta linha, adicionado a um rápido monocromador, será possível adquirir alta qualidade de espectros de XANES e EXAFS para estudos cinéticos em tempo e condições experimentais reais. Os usuários serão capazes de estudar estrutura de materiais e catalisadores em altas temperaturas, sob fluxo ou pressão de gases em condições operando.

 

O grande diferencial desta linha está no seu monocromador que será capaz de fazer varreduras de energia de poucos milisegundos por análise, o que implica em um monocromador rápido e estável, com uma eletrônica rápida e sincronizada. A linha operará com foco pequeno (40 x 40 $latex \rm \mu m^{2}$) no caso de celas capilares usadas em experimentos de catalisadores em condições in situ, ou com foco grande (1×1 $latex \rm mm^{2}$) para experimentos em geral com materiais heterogêneos e principalmente materiais sensíveis que podem ser destruídos pelo feixe concentrado.

 

A combinação de técnicas complementares, como espectrometria de massas, Raman e FTIR (espectroscopia de infravermelho por transformação Fourier), na mesma estação experimental permitirá que sejam estudados vários aspectos de um material em um só experimento. Isso impede erros nas medidas devido à mudança de equipamentos ou de montagem, e aumenta a confiabilidade do experimento, principalmente no acompanhamento da cinética de catálise em condições reais, utilizadas pela indústria.