Laboratório Nacional
de Luz Síncrotron

English

N Notícias Usuários do LNLS se encontram na 26ª RAU VOLTAR

26º Reuniao Anual dos UsuáriosA 26ª RAU (Reunião Anual de Usuários do LNLS) foi realizada entre os dias 24 e 25 de agosto de 2016 no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), no campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) em Campinas, Brasil. A reunião contou com a presença de 134 participantes no total. Entre eles, 26 provenientes de instituições e/ou empresas estrangeiras, representando 8 países diferentes (Argentina, Chile, Uruguai, Itália, Suécia, Suíça, Estados Unidos) e 108 representantes do Brasil.

Entre os brasileiros, 55 participantes membros do CNPEM participaram da reunião, enquanto muitos outros puderam acompanhar a transmissão on-line das palestras. Durante o evento, foram apresentadas um total de 76 comunicações – 51 cartazes e 22 orais – sendo 3 sessões plenárias. Ainda, 7 empresas expuseram seus produtos.

A primeira sessão plenária foi uma visão geral das instalações do Laboratório pelo Prof. Antônio José Roque da Silva, Diretor do LNLS, que deu aos participantes a oportunidade de conhecerem de perto os planos futuros para as instalações do LNLS. Em particular, a construção em curso de uma das mais brilhantes fontes síncrotrons do mundo, o Sirius, definiu um escopo perfeito para as discussões da reunião, que incluíram os planos de mudança do UVX, o anel de armazenamento existente, para a máquina Sirius.

Após a primeira palestra, o Dr. Jan-Erik Rubensson introduziu o espalhamento inelástico de raios X no domínio dos raios X moles. O programa do primeiro dia foi complementado com duas sessões paralelas de Comunicação Oral, cujos palestrantes foram escolhidos entre as contribuições enviadas pelos usuários, e uma sessão de Posteres.

A terceira sessão plenária abriu o segundo dia, com o Dr. Meitian Wang dando um quadro muito abrangente do campo da Cristalografia serial com Síncrotron. Em seguida, a Sessão Temática do LNLS propôs uma discussão mais técnica sobre as linhas de luz do UVX e Sirius. Harry Westfahl, Diretor Científico do LNLS, discutiu as características de feixe de ambas as máquinas e expôs a solução técnica para uma transição do UVX para o anel de armazenamento Sirius. Esta palestra foi seguida de apresentações das características das novas linhas de luz baseadas em onduladores como dispositivos de inserção.

Para encerrar a reunião, um painel de discussão como mesa-redonda, organizado pelo Comitê, abriu a possibilidade da comunidade de usuários manifestar seus desejos e dar suas opiniões sobre o status do LNLS e planos para o futuro. Muitas questões relacionadas diretamente aos usuários, como melhorias no portal de usuários, renovação do website, disponibilidade de técnicas e instrumentação, treinamento de usuários em técnicas avançadas, compartilhamento de responsabilidades entre instituições externas e programas internos de treinamento foram tratadas durante a sessão.

No entanto, o principal ponto de discussão foram os planos de transição do UVX para o Sirius. Ficou claro que uma solução mantendo as duas máquinas funcionando com uma sobreposição seria dificilmente viável devido a razões relacionadas à falta de pessoal e manutenção. A solução que se aprofundou entre o público contemplou seguir o comissionamento do anel de armazenamento do Sirius pela instalação das novas linhas de luz e movendo algumas linhas de luz em funcionamento atualmente na fonte de luz síncrotron UVX. Essas linhas de luz não seriam otimizadas no Sirius, mas forneceriam de qualquer maneira um desempenho muito melhor do que no UVX.

Os planos e os requisitos técnicos foram apresentados na palestra do Diretor Científico e discutidos durante a sessão. A mudança destas linhas de luz para Sirius permitiria a utilização de muito da instrumentação já disponível no UVX. Ter estas linhas de luz disponíveis para os usuários exigiria um curto período de comissionamento no Sirius. O plano prevê um período de seis meses para a transição. Tal período “escuro” de seis meses foi visto como aceitável pelos usuários presentes no público. De acordo com a instalação prevista para o Sirius, este período “escuro” provavelmente seria entre o final de 2018 até o primeiro semestre de 2019. Um plano mais detalhado deve ser apresentado durante 2017.

Ao final da reunião, os participantes tiveram a oportunidade de visitar os trabalhos de construção do edifício que abrigará a fonte de luz síncrotron Sirius. Eles ficaram muito entusiasmados com os avanços nas obras, que já atingiram cerca de 30% de conclusão. A 26ª reunião da RAU conseguiu atrair muitos usuários e pesquisadores, bem como cientistas de renome. O encontro alcançou seu objetivo de incentivar debates, trocar experiências e integrar a comunidade de usuários do LNLS.